A Mulher e sua Efetiva Participação Política no Estado Democrático de Direito
PDF

Palavras-chave

Mulher na Política
Empoderamento
Democracia Participativa
Estado Democrático de Direito Women in Politics
Empowerment
Participative Democracy
Democratic State of Law

Como Citar

ALVES, E. L. A Mulher e sua Efetiva Participação Política no Estado Democrático de Direito. Resenha Eleitoral, Florianopolis, SC, v. 20, n. 1, p. 153–170, 2016. DOI: 10.53323/resenhaeleitoral.v20i1.75. Disponível em: https://revistaresenha.emnuvens.com.br/revista/article/view/75. Acesso em: 21 fev. 2024.

Resumo

O ensaio descreve a trajetória da mulher na política sem, no entanto, traduzi-lo somente em efemérides que perfazem a história. Parte integrante do árduo e longo prélio em favor do reconhecimento da igualdade de condições de gênero e de oportunidades nos mais diversos segmentos que abrigaram o domínio masculino, a conquista feminina do direito de votar e ser votada foi um avanço significativo para a abertura do espaço para a efetividade da participação da mulher nos processos decisórios na sociedade. Passo além desse direito é o que integra o empoderamento da mulher no sentido de ocupar espaços decisórios e políticos. Em um Estado Democrático de Direito a politização da mulher é condição natural que se desenvolve não pela obrigatoriedade legal, mas, pela consciência da importância de sua ativa participação.

https://doi.org/10.53323/resenhaeleitoral.v20i1.75
PDF

Referências

ALVES, Elizete Lanzoni. A mulher e seu papel na sociedade: conquista ou (re) conquista? Disponível em: <http://conversandocomoprofessor.com.br/artigos-e-ensaios>. Acesso em: 9 mar. 2016.

ARENDT, Hanna. O Que é Política? Tradução de Reinaldo Guarany. 6.ed. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2006.

ARISTÓTELES. Política. Tradução de Mário da Gama Kury. Brasília: Editora Universidade de Brasília, 1985.

GAUTÉRIO. Rosa Cristina Hood. História do sufrágio feminino no Brasil. Resenha Eleitoral. N. 06. Jul/dez 2014. Disponível em: <http://www.tre-sc.jus.br/site/resenha-eleitoral/edicoes/n-6-juldez-2014/integra/2013/11/historia-do-sufragio-feminino-no-rasil/indexd45d.html?no_cache=1&cHash=90759d-10fa3c817a43126ffb618767fd>. Acesso em: 1 fev. 2016.

Declaração dos Direitos da Mulher. Revista Internacional Interdisciplinar Interthesis. V.4, n.1. Florianópolis. Jan/Jun de 2007. Disponível em: <https://periodicos.ufsc.br/index.php/interthesis/article/viewFile/911/10852>. Acesso em: 1 fev. 2016.

HAHNER, June. A Mulher Brasileira e Suas lutas Sociais e Políticas (1850-1937). São Paulo: Editora Brasiliense, 1981, p. 51.

______________ . Emancipação do sexo feminino: a luta pelos direitos da mulher no Brasil, 1850-1940. Tradução de Eliane Lisboa. Florianópolis: Ed. Mulheres; Santa Cruz do Sul: EDUNISC, 2003.

FAUSTO, Boris (dir.). O Brasil Republicano, Sociedade e Política (1930-1964), t. III, vol. III, por Ângela Maria Castro Gomes, Dulce Chaves Pandolfi, Maria Helena Bousquet Bomeny et al. São Paulo, DIFEL, 1981.

NASCIMENTO. Cecília Viera. OLIVEIRA. Bernando J. O Sexo Feminino em campanha pela emancipação da mulher. Cadernos Pagu – Núcleo de Estudos de Gênero. UNICAMP. n. 29, julho-dezembro de 2007:429-457.

PAIVA, Raquel. Política: palavra feminina. Rio de Janeiro: Mauad X, 2008.

SOUZA, Cassia Regina da Silva Rodrigues. Periódicos Feministas do Século XIX: Um Chamado à Resistência Feminina. Anais do XV Encontro Regional de História – ANPUH-Rio. Disponível em<http://www.encontro2012.rj.anpuh.org/resources/anais/15/1337815812_ARQUIVO_ARTIGOANPUH2012.pdf>. Acesso em: 1 mar. 2016.

SELL, Carlos Eduardo. Introdução à Sociologia Política: política e sociedade na modernidade tardia. Petrópolis, RJ: Vozes, 2006.

Creative Commons License
Este trabalho está licenciado sob uma licença Creative Commons Attribution 4.0 International License.

Copyright (c) 2016 https://creativecommons.org/licenses/by/4.0